TRIPULANTES DESTA MESMA NAVE

sexta-feira, 22 de julho de 2011

O “jeito PSDB” de governar - José Nilton Mariano Saraiva

O senhor Teodorico Menezes Neto, depois de “exercer a profissão” de Deputado Estadual por nada menos que 20 anos (cinco legislaturas), houve por bem “passar o cetro e o bastão” para o rebento querido (desempregado), Teo Menezes (também do PSDB), fazendo-o seu legítimo sucessor político; antes, porém, providencialmente conseguiu “descolar” para si o milionário emprego (“vitalício”) de Conselheiro do Tribunal de Contas do Estado do Ceará-TCE (a partir de 1999), chegando à sua presidência em 2010/2011 (para os desavisados, o TCE é o órgão responsável por julgar as contas do governo, além de fiscalizar as obras e contratos firmados com o Executivo).
Pois bem, magnânimo e dotado de um “coração de mãe” (e certamente que usando no “limite da irresponsabilidade” do tal tráfico de influência), o Doutor Teodorico Menezes Neto montou um verdadeiro exército de eficazes operadores de verbas governamentais (esposa, filho, chefe de gabinete, cerimonialistas, motorista terceirizado, assessores e conhecidos outros), para, através da assunção de postos de confiança no próprio Tribunal de Contas do Estado (por ele presidido) e em associações comunitárias fajutas em diversos e miseráveis municípios (Pindoretama, Pacajus, Chorozinho, Horizonte e Cascavel, dentre outros), se habilitarem ao recebimento de uma montanha de dinheiro, objetivando construir... kits sanitários (banheiros).
Assim, contando com o beneplácito de colegas políticos encastelados em posições estratégicas do Governo do Estado, através de convênios firmados com a Secretaria das Cidades conseguiu (só entre maio e junho do ano passado), R$ 2.052.000,00, que seriam utilizados na construção de 1.026 banheiros (imaginem o “rombo” se resolverem auditar os anos anteriores).
Mas, aí, literalmente “fez-se merda”, com o surgimento de um “detalhezinho” um tanto quanto comprometedor e que constrangeria qualquer pessoa dotada de um mínimo de seriedade: além de esqueceram de construir os respectivos (banheiros), os endereços fornecidos (das associações) não foram localizados (ou serviam de abrigo a outras atividades, já que num deles funcionava um motel); enquanto isso, também se descobriu que todos os convênios foram firmados num mesmo dia, já que com numerações seqüenciais.
Como “pimenta nos olhos dos outros é refresco”, pra completar foi descoberto que onze austeros, valorosos e ilustres comissionados do Tribunal de Contas (presidido pelo senhor Teodorico Menezes Neto), funcionaram como ativos doadores da campanha do filho, Téo (alguns, com valores superiores ao permitido por lei).
O surreal disso tudo é que, ao se deparar com tão graves denúncias, repletas de detalhes escabrosos sob qualquer ângulo que se observe e “mancheteadas” pela imprensa durante uma semana, o senhor Teodorico Menezes Neto simplesmente resolveu... tirar férias (confiante na memória curta do povo). Depois, se a coisa apertar ou continuar fedendo muito, dará um jeito de se aposentar, (com vencimentos integrais, evidentemente), legando e deixando ao filho querido tão nobre e belos ensinamentos.
É o “jeito PSDB” de governar (agora, imaginem o “auê” que fariam se “Sua Excelência” fosse filiado ao PT).

6 comentários:

lupin disse...

zé nilton, já não cabem mais tanta indignação!!!

Chagas disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cordelirando disse...

AMIGOS/AS, LEIAM O CORDEL ENTITULADO ''JUAZEIRO FAZ CEM ANOS E A LUTA CONTINUA!'' , SALETE MARIA. ESTÁ NO BLOG www.cordelirando.blogspot.com ABRAÇOS!

elmano rodrigues pinheiro disse...

Parabéns pela clareza e objetividade do texto.

jose nilton mariano saraiva disse...

Vejam só que maravilha:
AFASTADO, MAS REGIAMENTE PAGO Como convinha – e conforme defendido aqui ontem – Teodorico Menezes irá se afastar integralmente do TCE. Nem presidente, nem conselheiro. Melhor assim. Mas há um problema. ELE CONTINUARÁ SENDO PAGO COMO SE TRABALHANDO ESTIVESSE. Não é uma maravilha? Está previsto em lei. Tudo bem. Mas que é difícil para o cidadão comum entender, ah, isso é.
(Érico Firmo – Jornal O POVO, de 23.07.11)

jose nilton mariano saraiva disse...

Só complementando:
a "grana" que "Sua Excelência" continuará recebendo mensalmente (sem que precise dá um prego numa barra de sabão) é só - pasmem - R$ 22.000,00(vinte e dois mil reais).
É mole ou quer mais ???