TRIPULANTES DESTA MESMA NAVE

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Com inimigos assim, esconda todo o óleo de rícino - José do Vale Pinheiro Feitosa

Ler e escrever é um ato quase contínuo. A pessoa pode até não gostar de escrever e ser um bom leitor. Mas ao contrário é uma dificuldade que se deve acreditar que exista uma vez que o ser humano é capaz de coisa fora do padrão de qualquer análise. Gostar de escrever e não ser um bom leitor é um grande problema.

Quando o fora do padrão acontece que é ler com dificuldade e gostar de escrever, resulta em texto geralmente confuso, que dar saltos, volteios e termina por se apegar a chavões e palavras de efeito. Do que já foi dito por outros se repete, pois quem não gosta de ler, para escrever se apega a aforismos e alguns “estilos” de tratamento e, principalmente, de “destratamento”.

Escolhi alguns de tais adjetivos a dar vida aos “argumentos” do mau leitor: mau caratismo, recalque, inveja, politicagem e cara-de-pau. Convenhamos um pacote deste lançado contra alguém deve dar-lhe um trabalho danado para se limpar de tanta sujeira. Sair disparando isso numa mesma direção lembra o jato de uma diarréia verbal que deve ao final aliviar as cólicas mentais como naquela música da bazuca anal.

O interessante é que após o dejeto haver sido lançado, mesmo aliviando o “escritor” que não sabe ler, o mundo ainda continua funcionando. E, portanto, o alivio não lhe permite a paz, mas nesta altura já gastara todo o material do seu “argumento”. O que ele faz: avisa que irão ver. Aguarde só o que o maioral irá fazer contra quem ele disparou.

Existe uma frase para destratar certos amigos: amigos assim é melhor não tê-los. Agora imagino o que se poderia construir nesta mesma estrutura com o antônimo de amigo. Com inimigos assim esconda todo o óleo de rícino.

4 comentários:

Maurício Tavares disse...

Zé do Vale
É impressionante o mau-caratismo, o puxa-saquismo e outros ismos do grande "jornalista" defensor das tradicionais famílias cratenses (ué, mas ele não reclamava das oligarquias?). Ele já usou os mesmos surrados, e pobres, argumentos contra mim: é inveja, vc quer aparecer etc.). Fico imaginado porque teria inveja de tal figura e por que sofreria da angústia de querer aparecer no Blog do Crato). De qualquer forma ainda me choquei quando ele lhe chamou de mau caráter pra encobrir os seus próprios mau-caratismos ("uma mentira repetida mil vezes..."). Espero que, pelo menos, ele esteja ganhando bem pra cumprir esse papel. Parafraseando Gregório de Matos "Triste Crato..."

José do Vale Pinheiro Feitosa disse...

Maurício,

Eis em você um senso diferente de gente. Não é de ficar paparicando eestimulando complexo de poliana em ninguém. Mas tem o senso exato de onde as coisas estão. Isso faz uma diferença tremenda na vida. Obrigado pela análise.

jose nilton mariano saraiva disse...

"Gostar de escrever e não ser um bom leitor é um grande problema".
Xeque-mate (ou precisa acrescentar mais alguma coisa ???).
Ainda assim, impressiona a falta de respeito e compostura de determinadas "sumidades" para com os que não rezam pelo mesmo catecismo.

Darlan Reis Jr. disse...

"Espero que, pelo menos, ele esteja ganhando bem pra cumprir esse papel."
rsrsrsrs
Pode crer...