TRIPULANTES DESTA MESMA NAVE

terça-feira, 29 de novembro de 2011

MATÉRIA PUBLICADA NO G1 - VERDES MARES

26/11/2011 09h28 - Atualizado em 28/11/2011 08h12

Irritada, idosa do CE manda carta
a vereador após ofensa em plenário

Vereador insinuou que idosa reclamou de serviços por estar demente.
'Estou em lucidez, dirijo minha casa...e tenho um computador', diz a carta.

Diana Vasconcelos Do G1 CE
Almina Arraes diz ter sido ofendida por vereador do Crato (Foto: Almina Arraes / Agência Miséria) 
Almina escreveu livro com dicas sobre internet para
os amigos (Foto: Almina Arraes/Arquivo pessoal)

Irritada por ter sido mencionada como alguém que estava “na iminência de ser interditada” por um vereador da cidade do Crato, a 506 km de Fortaleza, no plenário da casa legislativa, uma idosa de 87 anos decidiu enviar uma carta defendendo “seu direito à dignidade”. Almina Arraes de Alencar Pinheiro foi citada por dois vereadores na Câmara do Crato por ter reclamado do serviço de água e esgoto da cidade.
Segundo Almina, há aproximadamente um mês, o vereador Francisco Brasil fez pronunciamento contra aumento na conta de água na cidade. “Ele pediu que a administração [municipal] visse isso, para não acontecer o mesmo que aconteceu comigo”, disse Almina, referindo-se às reclamações que fez em dezembro de 2010 à companhia, ocasião em que afirma ter sido destratada pela empresa de água e esgoto da região, ganhando a simpatia da população.
Durante o pronunciamento, segundo Almina, o vereador e primo de 3º grau George Macário de Brito pediu um aparte. Almina diz que o vereador girou um dedo indicador na altura do ouvido e disse que a aposentada usada como exemplo estava a ponto de ser interditada e que as queixas dela com relação ao serviço não eram verdadeiras. Sentindo-se ofendida, Almina decidiu escrever a carta, em que diz:
Almina diz que overeador girou um dedo indicador na altura do ouvido e disse que a aposentada usada como exemplo estava a ponto de ser interditada e que as queixas dela com relação ao serviço não eram verdadeiras (Foto: Reprodução)Almina diz que o vereador girou um dedo indicador na altura do ouvido e disse que a aposentada usada como exemplo estava a ponto de ser interditada e que as queixas dela com relação ao serviço não eram verdadeiras (Foto: Reprodução)

3 comentários:

elmano rodrigues pinheiro disse...

Dona Almina
A falta de respeito com os idosos, tem sido a marca de alguns que da vida não aprenderam nada, nem o respeito com a dignidade humana.
Ainda bem que exemplos como o seu, servem de alento para continuarmos a admirar a beleza da vida.

jflavio disse...

Caro Elmano,

Preciso te enviar meu novo livro, como faço? Vc vem no fim do ano ?
Abraço,
Zé Flávio

Darlan Reis Jr. disse...

A verdade, pura e simples.