TRIPULANTES DESTA MESMA NAVE

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Programa Cariri Encantado homenageia Segestes Tocantins e sua música

O programa Cariri Encantado Sonoridades, apresentado as quartas-feiras, pela Rádio Educadora do Cariri, prestou uma singela, porém significativa homenagem ao músico Segestes Tocantins, que faleceu ano passado.


BIOGRAFIA - Segestes Tocantins nasceu em Quixadá, sertão central do Ceará, em 2 de dezembro de 1961. Aos dez anos de idade, radicou-se em Salvador, Bahia.
Na capital baiana, no início dos anos 80, Segestes começou sua carreira musical tocando em barzinhos e espaços alternativos. Seu repertório incluía vários ritmos, gêneros e tendências musicais, como rock, reggae, MPB, frevo, afoxé, baião e outros. Ainda na década de 80 integrou várias bandas de rock, a exemplo das bandas Paradoxo e Contravenção, em Salvador, Bahia, e Pombos Urbanos e Fator RH, em Crato. Nestas, tocou  ao lado de João Nicodemos, Carlos Rafael, Marcos Leonel, Lupeu e Calazans Callou.
Após a temporada morando em Juazeiro do Norte, Segestes Tocantins retornou a Salvador, onde fundou, no ano 2000, o Bar dos Artistas.
Em 2006, a banda Nacacunda, sucessora da banda Fator RH, gravou a música Buraco Negro, uma parceria de Segestes Tocantins e Marcos Leonel.
Segestes sofria de problemas pulmonares. Ele ia se submeter a um transplante, mas não resistiu às complicações decorrentes da diabetes. Antes, gravou um disco, um antigo sonho, intitulado Na Passagem. Para tanto, contou com a ajuda de Luiz Gutierrez, Gil Gomes e Geraldo Viana, além de sua irmã Varenka Araújo, que produziu o trabalho. Neste disco, Segestes Tocantins canta, toca violão e guitarra e é o autor de todas as letras do CD.

TRIBUTO RADIOFÔNICO – No programa, ocorrido hoje, 15/02, apresentado por Luiz Carlos Salatiel, os convidados, João Nicodemos e Carlos Rafael, deram depoimentos sobre a época em que Segestes Tocantins viveu no Cariri e foi um dos protagonistas na cena roqueira local, ocorrida na segunda metade da década de 1980. Entremeando o papo, o programa tocou várias músicas do disco Na Passagem, considerado o testamento musical de Segestes.
A seguir, as fotos do programa:

Luiz Carlos Salatiel apresenta o disco

Salatiel apresenta
João Nicodemos comenta, Iderval Silva controla

João Nicodemos e Salatiel

Nico, Sala & Rafa: este trio fundou a banda Pombos Urbanos e apresentou um programa anarquista na Rádio Araripe do Crato, em 1987: Terrae Brasilis

Iderval Silva, Salatiel, Nicodemos e Rafael celebram o tributo a Segestes Tocantins
Salve!

3 comentários:

varenka disse...

meu Deus ere tudo que queria que Segestes estivesse vivo junto com
seus parceiros de banda.Valeu turma!
beijos de Varenka

Carlos Rafael Dias disse...

Valeu, Varenka.

Você é parte viva desta história linda.

Salve Segestes!

LUIZ CARLOS SALATIEL disse...

Brincamos de fazer história!